terça-feira, 21 de agosto de 2012

Chapter 41 (Extra Big)


"O tempo que você dançou comigo, sem nenhuma música tocando, eu me lembro das coisas simples, eu me lembro até eu chorar."
.....
Absolutamente meu pai era demais, eu agradecia sempre por ter ele. Coloquei o telefone no gancho novamente e fui pro andar de cima. Joe já tinha saído do banheiro e estava sentado na cama conversando com Maddie.

Demi: Posso participar da conversa? (pus a cabeça pra dentro do quarto e escutei Maddie rir)

Maddie: Você não ia entender mesmo, Demi. (deu de ombros gargalhando)

Joe: É, Dem... (acompanhou Maddie nas gargalhadas)

Demi: Deu pra ver o quanto vocês me amam. (fiz bico) Ok, ok. (Maddie pulou da cama me arrastando pra perto dela e de Joe)

Maddie: A gente ama você, mas você nunca grava os nomes dos personagens do Mario. (deu um beijinho na minha mão)

Demi: Shiu, ok? Não precisava contar pro Joe. (dei língua pra ela)

Maddie: Agora já foi! (riu)

Demi: Já foi a Senhorita pro banho. (ela fez bico mas logo foi pro banheiro) To sem sono nenhum. (fiz careta)

Joe: Eu também não. (sorriu) A gente podia ver um filme. (deu de ombros, escutei Maddie gritar do banheiro algo como " Eu também quero" e acabei por encarar Joe rindo) Acho que nada de filmes de terror, né? (neguei com a cabeça) Que filmes a Maddie tem?

Demi: De Moranguinho pra Garfield, de Pequena Sereia a Bob Esponja... (ri da cara dele) Provavelmente ela vai querer ver Moranguinho. Tem um tempo que a gente não vê.

Joe: Ok. Então vamos ver Moraguinho. (ele riu) Ta lá embaixo?

Demi: Uhum. Meu pai ligou, minha mãe ta viajando e ele não vem pra casa hoje. A gente pode ver lá embaixo se quiser. Eu te ajudo a levar as cobertas. (Assim que ajudei Joe a descer com as coisas, e ele estava na cozinha fazendo pipoca, Maddie me gritou do banheiro e eu subi correndo, fui em seu quarto pegando seu pijama e levei até o banheiro.)

Maddie: Fica namorando e esquece de mim, né? (ela me deu língua enquanto eu a ajudava a por a parte de cima do pijama)

Demi: Eu não estava namorado. (lhe deu língua)

Maddie: Aham, tá. (disse prendendo o riso, enquanto passava os dedinhos na franja a arrumando) Lembra que eu disse que queria que vocês ficassem juntos? (a encarei enquanto afirmava) Então...

Demi: Então...? (sorri a encorajando)

Maddie: É pra sempre, né?

Demi: Isso a gente só vê com o tempo, pequena. (dei uma batidinha com o dedo na ponta de seu nariz) A gente já ta junto agora, e isso não é bom? (Ela assentiu) Eu vou tomar meu banho, tudo bem? Se quiser pode descer e ficar lá com o Joe.

Maddie: Tudo bem. Eu vou procurar o Yoshi primeiro, não sei onde coloquei.
......

Saí do banheiro e Maddie estava em cima da cama, puxando a camiseta pra cima e observando, pelo espelho, a cicatriz que ficara da cirurgia. Ela parecia triste e era estranho vê-la assim, quando se está
acostumado a vê-la correr pela casa, totalmente alegre.

Maddie: Demi, eu vou ficar com isso? (perguntou com a mão a centimetros acima do umbigo, correndo o dedo onde ficava a cicatriz)

Demi: Eu acho que sim, meu amor. (me sentei na cama mas ela continuou de pé)

Maddie: Por quê? Quer dizer, ninguém que eu conheça tem uma assim...

Demi: Isso só faz você especial, Maddie.

Maddie: É feio, Dem. (me olhou com os olhinhos marejados)

Demi: Não, não é. Sabe por quê? (ela negou) Porque isso mostra que você lutou, que você ta aqui hoje porque você superou alguma barreira. Não precisa ter vergonha se alguém ver, é bonito de certa forma.

Maddie: Você fala isso porque não é você.

Demi: Eu... (levantei da cama e puxei a blusa de pijama que eu usava, deixando a mostra uma cicatriz de uns 10 centimetros que eu tinha na barriga) Tá vendo isso aqui? (parei ao lado dela, no chão e de
frente para o espelho) Eu ganhei tem uns anos, por você. Eu briguei com a mamãe e ela acabou me machucando, mas valeu a pena. (ela desceu da cama e tocou a minha "marca")

Maddie: Doeu muito? (me encarou)

Demi: Muito, mas a dor passou.

Maddie: Desculpa...

Demi: Não foi sua culpa. (sorri, arrumei a minha blusa e peguei Maddie no colo) Só não sinta vergonha por causa disso, tá? (assentiu e lhe dei um beijo na testa) Agora vamos, Joe está esperando a gente. (Maddie pegou o Yoshi que estava em cima da cama e me deu a mão descendo as escadas, vi Joe parado de frente pra TV encarando um DVD na mão)

Joe: Aventuras em Tutti Frutti? (dei de ombros sorrindo) Ok. (Joe colocou o DVD) Vou pegar a pipoca na cozinha. (Maddie me ajudou a arrumar os cobertores e os colchonetes, quando Joe voltou o filme tinha acabado de começar, me sentei do lado de Joe que estava deitado de barriga pra cima, e Maddie entre nós com a cabeça no meu colo. Assistimos o filme, Maddie ficava sussurrando as falas e eu e Joe acabávamos rindo. Estava na metade do filme quando ela deixou o sono a vencer e acabou dormindo. Olhei pro lado e vi Joe com os olhos fechados. Comecei ajeitar Maddie pra pegá-la no colo e subir com ela pro quarto, quando me levantei escutei Joe me chamar.) Deixa que eu levo ela. (olhei pra ele que me encarava com um sorriso fino nos lábios. Assenti. Não estava em situação de negar. Era capaz de rolar junto com Maddie pelas escadas.)

Joe subiu e eu fui até o colchonete me sentando, apoiei as costas no sofá e fiquei encarando a TV que agora tinha uma cor preta em toda sua tela. Fechei os olhos e fiquei ali em silêncio, escutei os passos de Joe, mas continuei de olhos fechados. Alguma coisa me dizia que se eu abrisse, e encarasse ele, acabaria chorando. Era estranho, mas eu tinha um aperto no coração. Não sei o porquê. E da onde vinha essa força estranha de querer por lágrimas pra fora. Joe se sentou do meu lado e ficou em silêncio. Eu só escutava o som de sua respiração super controlada e da minha totalmente fora de ritmo.

Joe: As coisas não são tão fáceis aqui, não é? (Assenti ainda de olhos fechados) O que aconteceu, Demi? O que aconteceu durante o tempo que a gente não se viu? Sua mãe. Ela não era assim.

Demi: Tantas coisas aconteceram Joe... (respirei fundo tomando coragem de abrir os olhos. Encarei as cortinas penduradas na parede. Elas eram meio salmão bem fraquinho) Foi como se tudo perdesse o sentido...

Joe: Mas você não quer falar disso agora, né? (concordei com cabeça) Algum dia eu vou saber o que aconteceu?

Demi: Uhum. Algum dia sim. (sorri fraco, enquanto apoiava a cabeça em seu ombro) Sabe o que eu tava lembrando?

Joe: O quê? (mesmo não olhando eu sabia que ele estava sorrindo)

Demi: Daquela vez que teve o baile de primavera na escola. Que nós ficamos ensaiando uns 2 meses mas chegou em cima da hora e você quebrou a perna. (dei um risinho, abrindo os olhos) Você ficou com tanta raiva que não pode dançar, lembra? (ele assentiu rindo também)

Joe: Aqueles passos eram difíceis... (ele fez careta)

Demi: Não eram não. Você que era um perna de pau. (eu ri e ele me olhou indignado) Era sim, Joe!

Joe: Vai ver quem é o perna de pau agora. (ele sorriu brincalhão enquanto me deitava no colchão) Se arrepende do que disse? (ele mostrou os dedos em forma de garra, mostrando que iria me encher de cócegas. Balancei o rosto horizontalmente negando.) Deveria se arrepender... (começou a me fazer cócegas, e eu comecei a rir. A cada gargalhava que eu dava me fazia ter mais vontade de rir, por a achar tão estranha.)

Demi: Pára, Joseph! (tentei tomar fôlego enquanto ele ainda me fazia cócegas) A Maddie! Eu vou acordar ela! (ele parou e eu logo puxei o ar) Não faz mais isso... (pus a mão no abdômen que latejava pelas grandes gargalhadas que eu dei, puxei o corpo me sentando novamente na frente do sofá) Que foi? (percebi que Joe me encarava com um sorriso perfeito nos lábios)

Joe: Nada... (encostou as costas no sofá, e ficou olhando o nada por um tempo) Vem cá... (se levantou e esticou a mão pra mim) Vem, Demi!

Demi: Que foi, Joe? (eu ri confusa)

Joe: Anda! (segurei sua mão e ele me puxou para que eu ficasse em pé em sua frente) Me concede essa dança? (Abaixou a cabeça em referencia, me fazendo rir)

Demi: Claro que sim, cavalheiro.

Dei as mãos a ele. Joe passou a mão por minha cintura e me puxou pra perto. Coloquei as minhas em seu ombro e encostei a cabeça em seu peito. Ficamos os dois embalando pela sala bem devagar. Com o silêncio era só possível escutar o som de nossa respiração. Eu ainda podia escutar o coração de Joe. Calmo. Lento. Ele apoiou a cabeça sobre a minha e pude sentir sua respiração quente. Eu sentia tanta falta daquilo, ter Joe por perto me fazia me sentir segura, eu tinha ele de novo pra poder cuidar de mim. Sempre tendo tanta complicação nas minhas costas, era bom ter alguém pra poder relaxar. Levantei a cabeça e o encarei, sorri enquanto o puxava pra mais perto. Eu precisava dele, eu precisava do beijo de Joe naquele momento. E assim foi parte da minha noite com Joe, o simples fato de ter sua presença já melhorava a situação. O ar antes que parecia pesado, agora era puro.

~Semanas depois~

Eu gostava de estar voltando a escola. Não que eu tivesse parado de ir. Mas com Maddie doente, eu quase não parava lá. O tumulto dos alunos, o falatório, de algum jeito eu senti falta daquilo. Maddie saltitava enquanto tinha uma mão dada a mim e a outra a Joe. Numa fração de segundos ela soltou minha mão e correu até uma borboleta que passou, ela arrastou Joe junto e eu fiquei observando os dois correndo atrás dela. Ela tinha um tom amarelo claro, e voava devagar pousando de flor em flor. Sorri. Todos os momentos de Joe e de Maddie juntos me deixavam assim. Feliz, e ao mesmo tempo com uma culpa enorme nas costas. Poder os privar de saber que a ligação entre eles era maior que eles imaginavam. Que Maddie não era somente a irmã da namorada dele, e sim sua filha.

Sel: Então? Preparada pra encarar isso de novo? (virei o rosto pra ela que sorria)

Demi: Acho que sim. Pelo menos eu to mais calma sabendo que a Maddie ta melhor. (ela concordou com a cabeça) Alguma novidade daqui? (fiquei duas semanas sem ir a escola, foram os dias que os médicos pediram para vigiar Maddie e ver se ela tinha algum tipo de reação aos restantes dos medicamentos que tomava. Só pro caso dela sentir algum desconforto pela operação)

Sel: Hum... Acho que não. (deu de ombros) Meu pai ta de férias então provavelmente agora eu possa descansar um pouco das cobras.

Demi: Que bom! (sorri pra ela mostrando entusiamo) Estranho. Ainda não vi elas hoje... (comentei estranhando. Elas sempre ficavam na porta da escola, dando em cima de todos os garotos que entravam)

Sel: Talvez não tenham vindo... (ela hesitou olhando pra algum ponto) Esquece. (revirou os olhos)

Demi: O que foi? (segui a direção do olhar de Selena e vi Ashley próxima a Joe e a Maddie. Maddie a encarava com uma cara nada boa e Joe a encarava sem reação alguma. Ela tagarelava e quase se jogava em cima dele)

Sel: Não vai lá? (continuou encarando a cena)

Demi: Confio no Joe. (Falei calma. Ou pelo menos tentando parecer calma)

Sel: Você confia no Joe. Mas não na Ashley. (falou) Sério, Demi. É a Ashley. O Joe é super legal, mas ela vai ficar no pé dele. (assenti) Eu vou procurar o Nick, não vi ele hoje. (concordei com a cabeça enquanto Sel me abraçou. Ela andou pro outro lado do pátio procurando Nick. Respirei fundo caminhando até Joe e Maddie)

Demi: Aconteceu alguma coisa? (abracei Joe pela cintura e senti o olhar de Ashley querendo me matar)

Ashley: Ia acontecer. Mas você chegou querida. (piscou pra Joe e me deu um sorriso cínico)

Joe: Não, Demi. Não aconteceu nada e nem ia acontecer. Essa louca que me parou aqui e ficou falando umas coisas sem sentido.

Ashley: Você sabe que no fundo isso tem tudo a ver.

Maddie: Sai daqui, sua bruxa feia! (Maddie gritou fazendo careta. Ashley a encarou com raiva)

Ashley: Precisa de umas boas palmadas, dona mal criada.

Maddie: Eu não sou dona mal criada nada. (cruzou os bracinhos e bateu o pé no chão) Você que é fofoqueira. (pisou no pé dela e saiu correndo, Ashley gritou. Imagino a dor que ela sentiu. Maddie estava com a sandália que Sel havia comprado ontem mesmo e por isso ainda estava nova)

Ashley: Se eu pego essa peste! (esbravejou)

Demi: Você nem é louca de encostar um dedo nela! (Falei baixo)

Ashley: Tenho coisa mais interessante pra fazer. (piscou novamente pra Joe e jogou o cabelo, saiu rebolando pro outro lado do pátio)

Demi: Odeio ela. (rosnei baixo, enquanto Joe me abraçava)

Joe: Que garota sem noção. (fez careta depois que nós nos separamos)

Caminhamos em direção a escola, Maddie logo apareceu correndo e veio ao nosso encontro. Ela tinha o cabelo repartido ao meio, com duas trancinhas, uma de cada lado. Usava um vestido amarelo que ia mais ou menos até acima dos joelhos. Ela abraçou as pernas de Joe. Mas logo ela começou a andar na nossa frente de costas.

Maddie: O que a bruxa feia queria? (ela perguntou levantando uma das sobrancelhas) Eu não gosto dela, Demis. (fez bico)

Demi: Eu também não, mas Maddie...

Maddie: O quê? (parou de andar e eu e Joe fizemos o mesmo)

Demi: A gente tem que aguentar ela. (dei de ombros me abaixando a sua frente)

Maddie: Ela é muito má, Demi.

Joe: Maddie... (ele a chamou, e se abaixou do meu lado) Em qualquer lugar pra que a gente vá sempre vai ter gente chata, má. E sempre também vai ter pessoas legais. Amigas, que a gente goste de ter por perto. (ela assentiu) A Ashley nunca vai fazer nada de mal pra gente. Ela só faz isso pra chamar a atenção.

Maddie: Ela tem inveja da Demi... (olhou pros pés. Inveja? De mim? De onde Maddie tirou aquilo?) Ela tem inveja por que a Demi tem um monte de amigos, e todo mundo gosta dela. E também por que vocês tão juntos... (confesso que as vezes Madison me assustava. Ela só tinha 3 anos! Joe me olhou sem reação. Ficamos em silêncio. Alternei meu olhar entre Joe e o chão umas 3 vezes. O sinal de começo de aula tocou. Foi ai que vi que o pátio estava vazio.)

Demi: Vou perder a primeira aula... (olhei o relógio no pulso)

Joe: Pode ir, Demi. Eu tenho a primeira aula vaga. (assenti, dei um beijinho na testa de Madison e um selinho rápido em Joe e fui pra dentro do colégio. Me virei pra trás e vi Maddie pedir colo a Joe, que logo seguiu em direção ao jardim. Voltei a olhar pra frente e corri pra sala de geografia. Assim que entrei na sala o professor já estava lá. Pedi licença e corri até a cadeira vazia do lado de Selena.)

Sel: E aí? (sussurrou)

Demi: E aí o que? (sussurrei de volta, jogando o caderno e o estojo sobre a mesa, ela empurrou a cabeça pra frente como se quisesse me lembrar do que dizia) Ah! Ashley? (assentiu) A Maddie pisou no pé dela e correu. (dei de ombros e sorri)

Sel: Ela fez o que? (riu baixo)

Demi: Pisou no pé da Ashley e correu. (falei calma)

Sel: Essa garota é demais. (riu sozinha encarando o caderno) Puxou ao pai no quesito "dar fora" em alguém. (escreveu algo no caderno)

Demi: Fala baixo, Selena!

Sel: Ok. Ok. (Fizemos silêncio quando o professor olhou pra nós duas. Assim que acabou aula fomos pra perto dos armários. O corredor estava cheio, a maioria pegando livros e outros materiais.)

Fui pra sala novamente, dessa vez com Vanessa. Nos sentamos na cadeira, no fundo, aquela turma sempre foi pequena e as pessoas ficavam na frente. Não estava com vontade alguma de ter aula de Geografia. Estranhei o fato de Vanessa não ter falado nada comigo, nem mesmo um oi, olhei pro lado a encarando. Ela olhava pra um ponto no horizonte, seus olhos estavam vermelhos o que indicava que a pouco tempo tinha chorado.

Demi: O que foi? (passei a mão no cabelo dela. Ela negou com a cabeça, passando a mão na bochecha vendo se ainda tinha lágrimas) Aconteceu alguma coisa com o Logan?

Van: Não... (hesitou) Não sei, Demi. (Respirou fundo) Eu não sei mais o que fazer... (deu de ombros)

Demi: Respira, ok? (Ela assentiu) O Logan ta bem? Mesmo?

Van: Ele ta bem. O pai dele ta na cidade.

Demi: E por que ta nervosa assim? Ele não teria coragem de fazer nada pra ele, não é?

Van: Não. Não de machucar. Mas eu tenho medo de querer pegar ele de volta.

Demi:Ele não pode, Van. Ele abandonou ele, lembra?

Van: Mesmo assim, ele é o pai dele... (as lágrimas voltaram a brotar em seus olhos)

Demi: Vai ficar tudo bem, ok? (assentiu. Vanessa me abraçou e voltamos a prestar atenção a aula. Pelo menos fingir prestar atenção.)

Eu me colocava no lugar dela. Era como o que minha mãe queria fazer com Maddie. A tirar de perto de mim. Eu sentia exatamente o que Vanessa tava passando ali. Olhei rapidamente pela janela e vi que a manhã ensolarada terminaria em uma tarde de chuva. As poucas nuvens brancas de hoje de manhã estavam se tornando pretas, mostrando que em pouco tempo cairia chuva. E não seria pouca.



Polly: Oi pessoal! A gente queria postar ontem, no aniversário da Demi mas não deu tempo. É um big, só pra poder não passar o dia de ontem em branco :)

Bom... É estranho ver a Demi completar 20 anos, não vou negar. Mas ela cresceu, isso nunca vai poder mudar. Claro que vamos sentir saudade da menina de Camp Rock, da engraçada Sunny, da fofa Rosie... Mas com toda certeza a Demi ainda tem várias coisas pra nos surpreender. Só queria desejar um feliz aniversário pra ela, que não só nesse dia, mas em outros os outros do ano ela seja feliz. Que nos faça feliz com o sorriso dela, que acho que pros Lovatics não tem coisa melhor. Que ela continue nos emocionando com sua voz, suas atitudes.. Que nos surpreenda com novas ideias, mas que nunca deixe de ser nossa Demi. Nossa baixinha com o sorriso mais lindo do mundo, com o olhar mais brilhante que existe, com a risada mais escandalosa e linda que já foi dada por alguma pessoa. Desejo toda felicidade do mundo pra Dem, por que enquanto ela estiver sorrindo, vai ter milhões e milhões de Lovatics com a sensação de dever cumprido, com a sensação de que nossa Demi está feliz não importando onde ela está.
                              Stay Strong Demi... Happy B-Day....
~~~~~~~~~~
Duda: Olá, pessoas (:
Então, aí um big pra vocês por causa da demora e também por causa do aniver da Demi. Lay novo só por esse mês (que já está aí há um tempo na verdade k k k) pra comemorar o aniversário do Joe e da Demi, também u_u 
E AAAAAAAAAAAA 102 SEGUIDORAS <3 Quanto amor <3 kkk Obrigada, de coração (:
Então, a nossa Demi tá fazendo (fez u_u) 20 aninhos e isso é bem estranho, como a Polly falou. Todo mundo ainda deve lembrar daquele video que ela fez no aniversário de 16 anos como se fosse ontem e pensar que agora ela já é considerada adulta é um tanto assustador pra gente, que ainda lembra dela de franjinha em CR. Eu só quero que a Demi nunca deixe de ser quem ela é de verdade, que jamais esconda nada da gente, porque ela sabe que nós, os verdadeiros, sempre estaremos lá pra apoiá-la e ajudá-la, assim como ela fez com a gente. Que desde que ela seja quem ela quer ser e esteja feliz com isso, o resto não importa. A felicidade e saúde dela em primeiro lugar sempre, nem que pra isso ela tenha que desistir de outras coisas.

Um abraço enorme pra cada uma de vocês por continuarem com a gente (:
xoxo

11 comentários:

  1. Amei esse capitulo! Estava com saudades :3 Ta perfeito. Postem logo! :}

    ResponderExcluir
  2. Ameiii ta perfeito d + nao posso respirar ...Quase Chorei ne a Demi fazendo 20 aninhos <> tinha 19 rsrsr Posta Logooo

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh Amo a Mandie,adorei o que ela fez com a Asheley
    a Demi tem que contar logo para o Joe que
    ele e pai da mandie
    antes que alguem descubra

    ResponderExcluir
  4. Muito PERFEITO
    adorei quando a Maddie pisou noi pé da Ashley
    POSTA LOGO
    BeiJemi

    ResponderExcluir
  5. Ahhh eu amei por favor Posta rapido.

    ResponderExcluir
  6. ooie
    eu ja tinha lido o capitulo antes, mas por conta das provas e tudo mais foi dificil de poder comentar
    mas aqui estou eu, comentando
    Bom... em primeiro lugar gostaria de pedir que voces postassem logo
    e em segundo, estou mandando beijos para voces duas...


    Beijos e postem Logo

    ResponderExcluir
  7. OIA EU AQUI NOVAMENTE

    POLLY O QUE FOI AQUILO? VC FOI NO MEU BLOG E FALOU QUE SENTIA MINHA FALTA E FALOU QUE O CAPITULO TAVA PERFEITO
    EU QUASE TIVE UM TRECO QUANDO LI AQUILO

    mas enfim... CADE O CAPITULO?

    ResponderExcluir
  8. lindo
    posta rapido
    por favor

    ResponderExcluir
  9. oioioi sou seguidora nova , não tão nova assim , mais eu não comentei em nenhum capítulo deixei pra comentar no mais recente que é esse então cara a sua fic é tipo perfeita , eu chorei muito na parte da Maddie doente :'( ,quando o joe disse eu te amo eu pensei aleluia kkkkk
    enfim sua fic é maravilhosa muito maravilhosa estou ansiosa pra capítulo novo
    posta logo please <3
    beijos Bia @bssouza_

    ResponderExcluir