quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Chapter 44



"A vida tem ficado difícil dia após dia
E eu não sei o que fazer, o que falar, minha mente está enfraquecendo a cada passo que eu dou"
......

Sel: Não sei o que houve. Mas ela perguntou. (ficamos mais uns minutos em silêncio, o movimento de Selena passando a escova na minha cabeça estava começando a me dar sono) 

Demi: Sel... e o... (engoli em seco) 

Sel: Joe. (completou, colocou a escova do meu lado e levantou se sentando agora de frente pra mim, na ponta da cama) Ele não foi hoje. (deu de ombros) Nick disse que não viu ele chegando, nem saindo. Não dá as caras desde... (ela me encarou) Você sabe... (assenti olhando pra minhas pernas cruzadas sobre a cama) 

Demi: Será que aconteceu alguma coisa? (não pude deixar de perguntar)

Sel: Não sei. Mas de qualquer jeito, você tem que se preocupar com você. Já comeu alguma coisa? (mudou completamente de assunto, e eu decidi que não seria eu que iria voltar a falar disso) 

Demi: To sem fome. (fiz careta)

Sel: Você tem que comer... (neguei com a cabeça) Por mim? (fez uma cara fofa)

Demi: Isso não cola mais comigo, Selena. Já passou da idade. (ri e ela me deu língua)

Sel: Pela Maddie, vai? Ela precisa de você forte, não é? (levantou uma sobrancelha, e sorriu quando revirei os olhos. Tinha pegado meu ponto fraco) Vamos lá embaixo, pra você mexer esse esqueleto. (ri e me levantei da cama, indo logo atrás de Sel. Ela me ajudou a descer as escadas, pela tontura. Assim que chegamos no andar de baixo fomos a cozinha e achei meu pai sentado a mesa, encarando alguns documentos, e Maddie numa outra cadeira fazendo desenhos de tinta. Ela tinha o cabelo amarrado num rabo de cavalo pra trás, o que me levou a crer que Selena também o tinha penteado. 

Patrick: Hum... (ele me olhou por cima do óculos) A Branca de Neve acordou...

Maddie: Ai pai. (ela bateu com a mão na testa) Quem dorme é a Bela Adormecida. 

Patrick: Mas a Branca de Neve também dorme, depois que come a maçã, não é? (ele sorriu pra Maddie, que fez cara de pensamento) E sem falar que você sempre diz que a Demi é a Branca de Neve..

Maddie: É mesmo... (deu de ombros) E os anões a ajudaram. (Ela voltou a desenhar no papel)

Demi: No meu caso "a" anã me ajudou. (eu ri, me sentando do lado de Maddie, e Selena me olhou ainda boiando)

Maddie: Ah é. (ela começou a rir, enquanto levantou o olhar e encarou Selena, que até então não tinha entendido)

Sel: Ha ha ha, eu sou mais alta que você. (me deu língua, sentando-se na nossa frente) 

Maddie: Quer desenhar? (Maddie perguntou pra nós duas.)

Demi: Meus desenhos são horríveis. (Falei pegando a jarra sobre a mesa, e colocando um pouco num copo)

Sel: Ah, eu quero! (ela bateu palminhas que nem foca fazendo Maddie gargalhar.) Ah! (ela disse enquanto escolhia um dos lápis de cores espalhados na mesa.) Van vai vir aqui, ela vai sair e ficou de deixar Logan e Frankie comigo. (Pelo o que eu sabia Van estava ficando com Frankie o tempo que Dani e Kevin saiam pra trabalhar) Tem problema eles virem pra cá? (neguei com a cabeça enquanto empurrava um pedaço de pão pela garganta)

Demi: É até bom, pra você não ficar sozinha, não é Maddie? (Ela assentiu, sorrindo, mas ainda encarando o papel) O que você fez Maddie? (me aproximei dela olhando o papel na sua frente)

Maddie: A nossa casa ué. (pegou o lápis amarelo terminando de pintar o sol)

Demi: E desde quando nossa casa é rosa? (perguntei)

Maddie: Desde quando o papai disse que no meu aniversário vai pintar. (deu de ombros)

Demi: Sério? (perguntei pra ele que assentiu, sem tirar a atenção do papel) Igual a da Barbie? 

Maddie: Não igual a da Barbie. Eu não gosto dela. (continuou pintando) É rosa beeeem clarinho, quase branco, só que eu não achei meu lápis rosa claro, ai eu pintei com o escuro mesmo.

Sel: Porque não gosta da Barbie, Maddie? (ela perguntou enquanto pintava um ursinho que ela acabara de desenhar)

Maddie: Por que ela é metida, e me lembra uma garota má lá da escola. (deu de ombros, nos fazendo rir) 

Demi: Garota má? Você nunca me falou dela. Quem é? (a encarei) 

Maddie: Sarah Shear. (falou o nome dela entre os dentes, enquanto semi-cerrava os olhinhos pra olhar melhor o desenho) Ela disse que eu sou antipalica e só brinco com o Logan e com o Frankie. Mas é mentira, porque eu brinco com todo mundo. Pode perguntar à tia Lucy. (ela falou dessa vez me encarando) 

Demi: Antipalica? (fiz cara de confusa)

Maddie: Eu perguntei a Tia Lucy e ela me disse que é pessoa que não fala com ninguém. (deu de ombros)

Demi: Antipática? (perguntei)

Maddie: Ai, Demi. É tudo igual. (falou impaciente) Uma vez ela empurrou eu e o Logan do balanço pra ela e as amiguinhas dela sentarem. 


Sel: Você falou com a Tia Lucy, né? (ela assentiu)


Maddie: Ela fez ela pedir desculpa na frente de tooooooda a classe. (ela riu parecendo lembrar de alguma coisa)


Fiquei mais um tempo com Selena e Maddie na cozinha desenhando, até meu pai dizer que tinha que se arrumar pra ir trabalhar. Mais um tempo até Selena ligar pra Van avisando que estava na minha casa. E mais alguns poucos minutos pra os meninos chegarem e se juntarem com Maddie no tapete da sala pra brincarem de pedra, papel e tesoura. Eu fiquei sentada na mesa da cozinha com Selena tentando me ensinar a matéria nova de hoje. Pela porta estar aberta deu pra ver exatamente onde as crianças estavam.


Maddie apareceu algum tempo depois pedindo pra Selena fazer pipoca pra eles. Depois do sinal do microondas pude escutar a campainha tocar, me levantei rápido, sentindo a tontura voltar, a ignorei. Passei pelas crianças na sala, todas sentadas no chão com varias folhas e lápis de cor espalhados perto deles. Fui até a porta, não me importando em olhar quem era. Abri e me arrependi. Ficamos nos encarando um bom tempo. Eu queria voltar, bater a porta na cara dele e me enfiar novamente nas cobertas e ficar lá até mofar. Mas não conseguia, alguma coisa nele me prendia. Confesso que quase não o reconheço, o cabelo mal penteado, as olheiras embaixo dos olhos eram fundas e assustadoras. Joe vestia uma calça jeans, camiseta branca e uma xadrez por cima. Além do all star com o cadarço mal amarrado. Ele era uma versão minha talvez um pouco pior.


Joe: Posso falar com você? (abaixei a cabeça quando seus olhos se encontraram com os meus) 


Demi: Joe... (sussurrei, senti meus olhos já querendo transbordar)


Joe: Demi, só me escuta. Escuta o que eu tenho pra falar. Depois você, sei lá, se decide em me perdoar ou... (ele hesitou) Nunca mais olhar na minha cara. (respirou fundo) Por favor... (Implorou. Lembro-me que só sai da frente da porta o dando espaço pra entrar. Encostei a porta ainda sem encará-lo, e caminhei ao seu lado até chegar a sala. Assim que Maddie o viu, correu pra o abraçar, fazendo com que a minha situação só piorasse)


Maddie: JJ! (ela dizia enquanto ainda tinha Joe agarrado pelo pescoço) Tava com saudades de você, sabia? (ela o encarou) O que aconteceu? (se afastou, o encarando. Ela se virou pra mim, e a única coisa que pude fazer foi desviar o olhar do dela. Não queria que ela me visse chorando) Vocês brigaram?


Sel: O que vocês acham de ir lanchar lá fora? A chuva parou. A gente podia até procurar um arco-íris.(Selena disse enquanto passava o pote de pipoca pra Frankie, alguns copos pra Logan, e vinha segurar a mão de Maddie.)


Maddie: Demi? (ela me chamou com a voz baixa, mas a única coisa que fiz foi olhar pro chão)


Sel: Vem, Maddie. (pude escutar elas se afastarem, junto com os meninos. A porta dos fundos bateu e eu sabia que agora era eu e ele.)


Demi: Senta. (estiquei a mão na direção do sofá e ele se sentou, ficando de frente pra mim. Ficamos mais alguns minutos em silêncio, nenhum dos dois com coragem o suficiente pra começar uma conversa sensata)


Joe: Demi... (escutei ele falar) O que você viu...


Demi: Por favor. Me polpe do "não era nada do que você está imaginando" (passei os dedos pelas bochechas rápido) 


Joe: O que você quer que eu te fale então? (pude notar um pouco de irritação em sua voz)


Demi: Talvez que você beijou a Ashley e ponto final. Mentir só vai piorar as coisas, e eu acho que não preciso mais de problemas. (o encarei e ele olhava o chão) 


Joe: Se essa fosse a verdade tudo seria bem mais fácil pra você, não é? Acreditar que eu sou o culpado da história e não que ela me agarrou naquela droga de corredor. 


Demi: Se essa fosse a verdade? (perguntei sarcástica) Ok, então. Por que será que eu não consigo acreditar? Você conseguiu trair minha confiança, sabia?


Joe: E você não tá traindo a minha duvidando de mim? (ele dessa vez me olhou)

Demi: Eu não to duvidando a toa. Não pelo o que eu vi lá na escola. (me levantei dessa vez mais irritada do que o normal, estava ao ponto de gritar)

Joe: Tá vendo? Você nunca quer saber o que acontece de verdade. Sempre fica como a certinha. (Joe se levantou parando na minha frente) Cadê a Demi que eu conheço? Que escuta antes de tirar conclusões precipitadas? (no momento em que Joe olhou dentro dos meus olhos eu pude sentir a dor que ele sentia. Minha vontade era de o abraçar e falar que tudo ficaria normal... Mas não ia. Eu não iria o abraçar. Eu não iria conseguir acreditar que era Ashley que o tinha beijado. Nada daquilo iria me acalmar e me fazer acreditar.) 4 anos podem mesmo mudar uma pessoa. (ele falou dessa vez mais baixo)

Demi: Você não imagina o quanto. (cuspi as palavras)

Joe: O que aconteceu nesses anos, Demi? Esses anos que a gente ficou longe um do outro?

Demi: Não te interessa! (sussurrei sentindo as lágrimas virem e eu abaixei a cabeça)

Joe: Não interessa... (ele olhou pro lado, encarando um ponto fixo e sorrindo. Um sorriso contorcido de dor.) Eu venho aqui. Tento ter uma conversa decente e olha o que me acontece.

Demi: Você não entende, caramba! (levantei o rosto. Dane-se as lágrimas que escorriam me fazendo enxergar mal) Eu não sou mais aquela idiota! Eu não sou mais aquela garotinha de 14 anos que estava perdidamente apaixonada pelo melhor amigo. Que achava o mundo perfeito. Eu cresci, ok? Eu amadureci, Joseph! Ao contrário de você.

Joe: Agora eu sou a criança? Demi, eu sinto que você esconde alguma coisa de mim desde que eu cheguei aqui. (Meu coração deu um solavanco) É o que? O Sterling? Se for pode falar. Vocês estavam felizes, e foi só o burro aqui aparecer pra estragar tudo.

Demi: Cala a boca! (comecei a soluçar alto) Como pode pensar que eu tive alguma coisa com ele?

Joe: Do mesmo jeito que você acha que eu tenho algo com a Ashley.

Demi: A diferença é que eu vi! E mais diferente ainda, é eu ver uma coisa e outra é você achar.

Joe: Demi, por favor...

Demi: Por favor digo eu, Joe! (passei a mão pelo rosto o secando) Melhor você ir. Eu não to em condições de conversar sobre isso. Por favor, vai embora. ( passei a mão pelo cabelo)

Joe: Demi, por favor... (ele falou baixo passando o polegar por minha bochecha, me afastei instantaneamente) Eu te amo... (escutei ele falar mais baixo que um sussurro enquanto saia pela porta. Fora tão baixo, que eu não sabia se era ele mesmo falando ou coisa da minha cabeça. Preferi acreditar que era segunda opção, me joguei no sofá chorando.)

Eu afundava a cabeça em alguma almofada, meu choro quase se transformando em gritos. Senti a cabeça latejar, e o corpo doer. O que me fez lembrar da gripe. Logo apaguei. Talvez os efeitos da medicação.

Acordei em minha cama. Em meu quarto. Não me lembro de como fora parar ali. Até onde minha sanidade mental podia ir, tudo indicava que eu tinha dormido no sofá.
Oláááááá, Duda aqui (: Tudo bem com vocês, meninas? Comigo sim.
Quero agradecer aos comentários como sempre. Espero que vocês estejam votando na Demi no PCA senão... u_u
Bom, vocês viram que o ritmo das postagens diminuiu e eu não posso dizer que vamos aumentá-lo. Por quê? Eu e a Polly estamos na 8ª série e nós duas vamos mudar de escola (esperamos passar u_u q) então agora final do ano fica mais complicado ainda. Eu tenho várias provas pra fazer esse mês, tenho estudado bastante, inclusive tenho uma prova agora nesse sábado, me desejem sorte u_u São provas para escolas de ensino médio que eu quero entrar. Vamos sempre tentar arranjar um tempo pro blog mas tá mais difícil.
Mais uma coisa, mudamos o layout de novo .-. kkkk Esse agora tem a Maddie (interpretada pela nossa Jayjsan u_u) porque dia 16 agora é aniversário dela então é uma homenagem u_u q
É isso hoje.
xoxo, duda