quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Chapter 47

"Não dá para escolher se você vai ou não se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo"



Observei Joe sentar-se na outra cadeira, do outro lado da mesa quadrada. Segurei os lados de minha cadeira pra controlar o intuito de me levantar e sair correndo. Não queria ter aquela conversa mas eu tinha que fazer isso. Queria voltar ao passado, ser só aquela garotinha sem problemas e com a vida perfeita. A família perfeita. Mas não podia, a vida me fez crescer, me fez aprender que nem tudo é belo e incrível. E agora ela tinha me provado novamente que ela adorava me pregar peças, e aqui estou eu, sentada de frente ao amor da minha vida. Podendo sair dali, com a situação resolvida, ou então perdendo uma das pessoas mais importantes pra mim. Pra sempre.

Joe: Oi...  (Escutei ele falar e levantei a cabeça pra o encarar) 

Demi: Oi... (Tentei forçar um sorriso mas pela cara que Joe fez devia ter saído uma careta) 

Joe: Desculpa, tive que resolver umas coisas com a minha mãe e tive que atrasar... (O interrompi) 

Demi: Tudo bem, eu mesma me atrasei um pouco... (ele assentiu. Ficamos mais um tempo em silêncio. Talvez segundos. Minutos. Não pude perceber, o restaurante já vinha enchendo um pouco, mas era como se eu pudesse escutar meu coração martelando em meu peito.) 

Joe: Então... O que vai pedir? (tirei a atenção da correntinha no meu pulso pra o olhar)

Demi: O quê? (levantei uma das sobrancelhas) Não. Não, sério. 

Joe: É o mínimo que posso fazer, Demi... (me olhou dando um sorriso fraco pelo canto da boca) Por favor, vai?

Demi: Joe, eu não sei... (Hesitei enquanto ele mantinha o olhar preso em mim) Ok. (revirei os olhos e ele sorriu)  

Depois de um tempo enrolando encarando o cardápio acabei por pedir a mesma coisa que Joe. O prato era  Toowoomba Pasta e como eu não tinha experiência nenhuma com comida daquele jeito resolvi não arriscar muito. Logo que chegou começamos a enrolar mais ainda com a comida. Estava na cara que nenhum dos dois queria comer, mas também não queria começar o assunto. Como eu queria acabar com aquilo ali logo resolvi tomar iniciativa. 

Demi: Quando você foi lá em casa... (olhei para baixo, ouvindo minha voz um pouco mais alta do que o esperado e senti Joe me encarando) Pra explicar o que aconteceu... Eu não devia ter gritado, me desculpa.

Joe: Eu também não, desculpa.

Demi: Sabe Joe, nesses anos todos eu nunca mantive na minha cabeça o pensamento de que você nunca ficaria com outra garota. Ou que fosse me esperar pra sempre. Mas, poxa, a gente não tava junto? Quer dizer, também, a Ashley, ela vem me atormentando desde que me mudei e daí... (respirei fundo quando percebi que tinha falado rápido demais) Ela foi uma das pessoas que fez da minha vida, da vida da Madison e da Selena um inferno nos últimos anos.

Joe: Demi, isso não tem nada a ver...

Demi: Ah, tem a ver, sim. Os últimos anos foram infernais aqui, com ela atormentando e tudo mais.

Joe: Eu digo, poxa, quantas vezes eu vou ter que dizer o que aconteceu lá? Que foi a Ashley e não eu? (perguntou olhando nos meus olhos e eu quase me derreti)

Demi: Eu to aqui começando a achar que o problema sou eu. (mexi a pulseira no meu pulso, Joe olhou confuso) Sabe, parei de confiar nas pessoas. (semicerrei os olhos, pensando sobre isso) Já aconteceu muita merda na minha vida, Joe. Muita, mesmo. E é bem difícil confiar quando tanta gente te fez mal.

Joe: Também já aconteceu muita coisa comigo mas eu não desconto isso em você. Nem na minha “confiança” em você. (disse um pouco mais irritado. Sorri um tanto quanto sarcástica)

Demi: Não é a mesma coisa.

Joe: E como você sabe disso?

Demi: Eu sei, eu só sei. (Joe revirou os olhos)

Joe: Onde você quer chegar afinal?

Demi: O que você considera a coisa mais importante num relacionamento?

Joe: Amor? (sussurrou)

Demi: Segunda coisa mais importante? (me corrigi mas ele não respondeu) Confiança, Joe, confiança. Você não fica com uma pessoa se não consegue confiar nela, se não sabe como confiar de todo coração. (meus olhos lacrimejaram e eu respirei fundo) 

Joe: Demi, não...

Demi: E por que não, hein? Nas últimas vezes que a gente se viu a gente só gritou um com o outro. E eu não consigo, por mais que eu tente, sinceramente, tirar aquela droga daquela cena da minha cabeça.

Joe: A Maddie, ela... (o interrompi)

Demi: Ela não tem nada a ver com isso. (uma lágrima desceu pela minha bochecha e eu nem me importei em secá-la) Só acho que, sabe, talvez a gente devesse dar um tempo.

Joe: Quatro anos, Demi. Nós demos um tempo de quatro anos.

Demi: Quatro anos e eu não to pronta para um relacionamento de novo. O que eu posso fazer? O que, me diz? (ele suspirou) Desculpa Joe, mas eu acho que é melhor pra gente. (encolhi os ombros)

Joe: Se é isso que você quer, não posso falar mais nada pra você mudar de ideia, não é?  (respondeu amargo)  Você vai querer mais alguma coisa ou já terminou? (perguntou frio enquanto tirava a carteira do bolso)

Demi: Não, valeu... (reprimi um soluço)

Joe se levantou e me deixou ali sentada. Pus as duas mãos sobre o rosto e suspirei pesadamente, esperava que aquilo fosse o certo a se fazer. Levantei o rosto, pude o ver saindo do restaurante e me levantei, saindo dali também. Segui à direita, já tinha passado das 20:30 e não havia mais tanto movimento de carros ali. Sequei as bochechas com a manga do sobretudo que eu usava. Não queria me afastar de Joe, nem podia porque não queria que Maddie também sentisse sua falta. Mas era uma droga mesmo. No meio do caminho até a casa de Selena começara a chover. Tentei sem sucesso colocar minha bolsa sobre a cabeça, mas não adiantaria nada. Caminhei dois minutos até perceber um carro me seguindo, olhei para trás e reconheci o carro preto de Joe. Parei de andar e ele parou ao meu lado, abriu a janela do carro pra falar comigo.

Joe: Entra aí, Dem. (suspirou)

Demi: Não, Joe.

Joe: Entra, vai se gripar de novo. (aceitei derrotada, ele abriu a porta do carro e eu me sentei no lado do carona. Se virou para trás e me alcançou uma toalha que tinha no banco traseiro.)

Demi: Obrigada. (agradeci e comecei a secar um pouco meu cabelo.) 


Joe: Vai ficar na sua casa ou na da Selena?


Demi: Sel. (ele assentiu, ligou o carro e deu partida, andando devagar por causa da chuva. Incomodada com o silêncio, fui ligar o rádio do carro mas Joe segurou minha mão.) O que foi? (puxei minha mão de volta)


Joe: Me desculpa ter sido grosso com você? (me lançou um olhar e logo depois voltou a atenção à estrada)


Demi: Joseph...


Joe: Só me desculpa, eu entendo sua decisão.


Demi: Ok. Eu... não quero que se afaste por causa disso, tá? (olhei minhas mãos entrelaçadas sobre minhas pernas, que estavam encharcadas pela chuva)


Joe: Não sei se... (o interrompi)


Demi: Por favor. Se não por mim, pela Maddie, então. (o encarei e ele suspirou)


Joe: Tá certo, pela Maddie. (sorri com sua resposta, ele me encarou por uns segundos e sorriu também) Vai pra aula amanhã?


Demi: Sim. (respondi rindo da sua tentativa frustrada de mudar de assunto) Bom começo, Joe, bom começo. 


Ele fez cara de convencido me fazendo rir de novo, ligou o aparelho de som e colocou um CD do John Mayer. Gritamos Only Heart até chegarmos à casa de Selena, os dois ignorando o que significava a letra da música e o quanto se identificava com nossa situação. Assim que parou o carro, Joe diminuiu o volume e se virou pra mim.


Joe: Entregue. (sorriu de lado)


Demi: Obrigada por me trazer. (soltei meu cinto, larguei a toalha, e ele assentiu, nos encaramos por um tempo) Boa noite. (sussurrei e me estiquei pra dar um beijo na sua bochecha)


Joe: Boa noite. 


Ele sorriu antes de eu deixar o carro. Corri até a porta de Selena rapidamente por causa da chuva, me virei para ver o carro de Joe dar partida e depois toquei a campainha. Sel logo abriu.


Sel: Já? (fez careta e me deixou entrar)


Demi: É. (suspirei me sentando no sofá) Cadê a Maddie?


Sel: Lá em cima com a minha mãe. (trancou a porta e veio se sentar ao meu lado) Quer tomar um banho e trocar de roupa? Você tá ensopada. (fingiu uma cara de nojo me fazendo rir)


Demi: Não, deixa. Já vou pra casa.


Sel: Não, não. Anda, vai lá no meu quarto, eu arranjo uma roupa pra você.


Demi: Tá bom. (revirei os olhos, Selena me empurrou escada acima e para o banheiro do quarto dela. Depois deixou uma blusa de moletom, uma camiseta e uma calça jeans minha que tinha ficado lá. Tomei um banho rápido e logo saí. Sel me esperava sentada na sua cama)


Sel: Me fala o que aconteceu lá. (me sentei ao seu lado)


Demi: Eu... Ah, Selly. Não sei se fiz a coisa certa, mas eu achei melhor não... (levantei o olhar até ela, esperando alguma reação.)


Sel: A vida é sua, cara. Acho que você sabe o que faz, né?


Demi: Acho que sim. (franzi o cenho) Fiquei esperando ele voltar por tanto tempo e... Acho que não tava pronta, sabe? (ela assentiu) Mas a gente ficou de boa. Depois, porque na hora a gente se desentendeu. Você disse que eu não devia separar a Maddie dele, ele concordou e acabamos por nos entender por causa dela.


Sel: Ai, Deus... (ela me abraçou de lado e encostou a cabeça no meu ombro)


Demi: Não to pra abraços, Selena. (empurrei ela, que riu, brincando pro lado.) Acho que eu vou pegar a Maddie e ir embora.


Sel: Ela tá lá no quarto da minha mãe. (assenti, me levantei, caminhei até o ultimo quarto do corredor, o de Amanda, e bati na porta)


Mandy: Entra. (abri a porta. Maddie estava jogada na cama de casal vendo um desenho e Tia Amanda sentada em uma poltrona lendo. Assim que Maddie virou a cabeça e me viu pulou da cama)


Maddie: DEM! (me agachei no chão, ela correu e me abraçou pelo pescoço)


Demi: Oi, meu amor. (beijei sua bochecha e levantei com ela no colo) Oi, Mandy. (sorri e ela se levantou)


Mandy: Oi, Demi. Tudo bem? (assenti ainda sorrindo fraco)


Demi: A Maddie incomodou muito?


Mandy: Que é isso! (ela riu) Claro que não.


Demi: Bom mesmo. (olhei pra Mad que fez bico)


Maddie: A lasanha da Tia Amanda tava tãããããão boa, Demi!


Demi: Tava, é? (ela assentiu) E você já agradeceu ela?


Maddie: Brigada, Tia Mandy. (sorriu pra ela) 


Mandy: De nada, pequena. Você vai dormir aqui, Demi? (ela perguntou e eu neguei com a cabeça)


Demi: Vou pra casa mesmo.


Mandy: Tudo bem, qualquer coisa só ligar. (assenti. Dei um abraço nela e Maddie um beijo na bochecha, depois fui até o quarto da Selena onde ela arrumava a bolsa de Maddie)


Demi: Só joga tudo aí dentro, Sel. (ela deu de ombros e fez o que eu disse, me fazendo rir)


Sel: Vai mesmo ir? (fez bico)


Demi: Sim, quero minha cama. (ela riu) Vou aproveitar que parou de chover. (disse observando o lado de fora pela janela)


Sel: Tá bom. Vou com vocês lá embaixo. (ela pegou a bolsa de Maddie e nós descemos as escadas, até a porta) Tchau, pequena devoradora de lasanha. (se aproximou e mordeu a bochecha de Maddie, fazendo ela gargalhar) Tchau, Demi. (me abraçou do jeito que dava)


Maddie: Tchau, Selly. (respondeu apoiando a cabeça no meu ombro)


Demi: Valeu por ter ficado com ela. (sorri) Até amanhã. 


Peguei minha bolsa da mão dela, saí dali e fui rápido pra casa. Cheguei, tranquei a porta, deixei a bolsa de Maddie no tapete da sala e me joguei com ela no sofá. Deitei e a deixei sentada na minha barriga.


Demi: Foi legal lá na Selly? (perguntei brincando com suas mãos e ela assentiu)


Maddie: Aham. A gente dançou Barney e tudo. (sorriu) Você foi fazer o quê? (ela colocou uma mão de cada lado do meu rosto e fez carinho, suspirei)


Demi: Que tal a gente arrumar as suas coisas e deitar que daí eu te conto? (ela assentiu)


Depois de trocar de roupa, trocar a roupa da Maddie e arrumar a bolsa que tinha deixado com Selena, a gente se deitou na minha cama. Liguei a TV em um canal qualquer e aninhei Maddie no meu braço direito, deixando ela com a cabeça no meu peito e segurando sua mãozinha. Ficamos em silêncio enquanto ela tomava sua mamadeira e via o desenho que passava. Ela logo me deu a mamadeira, que eu deixei no criado mudo antes de desligar a tv, e virou um pouco a cabeça pra me olhar.


Maddie: Dems...


Demi: Hum?


Maddie: O que você foi fazer quando me deixou lá na Sel?


Demi: Eu fui jantar com o Joe. (respondi baixo)


Maddie: Por que não podia me levar junto? (fez bico)


Demi: Porque eu tinha que conversar sério com ele, meu amor. (fiz carinho no seu braço) Eu teria levado você se pudesse.


Maddie: Aquele dia lá em casa vocês tavam brigando? (meneei a cabeça) Não quero que vocês briguem, Demi. (os olhos dela encheram de lágrimas) Por que você tinha que conversar com ele?


Demi: Ah, pequena, não sei se você entende...


Maddie: Entendo, sim. (insistiu e eu suspirei)


Demi: O Joe fez uma coisa errada, que ele não devia ter feito. E me machucou.


Maddie: Por que você não perdoa? Você sempre diz que faz bem perdoar.


Demi: Eu perdoei ele, só que a gente não tá mais namorando agora. (observei o rostinho dela, os olhos marejados atentos em mim. Logo os meus lacrimejaram) É melhor assim, agora ele é meu amigo e a gente ainda vai se ver.


Maddie: Ele não pode mais ser o meu irmão/papai? vide cap 31 u.u


Demi: Oh, Maddie... (fiquei sem saber o que responder a ela, puxei-a pra cima, virei de frente pra ela e beijei sua testa, deixando uma lágrima escapar do meu olho direito) Eu te amo tanto, meu anjo.


Maddie: Eu também te amo. 


Ela me abraçou pelo pescoço, deixando o rosto à mesma altura que o meu e deu um beijinho na ponta do meu nariz. E no fim do dia estar ali com ela era o que mais importava pra mim.

Peguei no sono com Maddie ali, agarrada ao meu pescoço.


Olá! Polly aqui :) Como estão? Como foram de carnaval? O meu foi a coisa mais legal do mundo : Dormir, comer e pc. Mesmo não curtindo espero que o de vocês tenha sido legal. Bom, como a Duda disse minhas aulas começaram ontem (18) e vai ficar mais complicado pra mim aqui D: Então... Não foi o que esperavam né? Infelizmente Jemi não voltou ~chora~ mas ainda vão acontecer muitas coisas. Espero que tenham gostado, e é isso. 
Mil beijos, Polly.

9 comentários:

  1. Necessito de Jemi juntos *-*
    To amando a fic
    Ta Perfeita <3
    Posta logoooooooooooooooooooooo
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. ahhhh nao acredito que elesnao estao namorando mais
    mais pelo menos eles vam continuar se vendo

    ResponderExcluir
  3. Selinho para você: http://fanmadehistorias.blogspot.com.br/2013/02/selos.html

    ResponderExcluir
  4. Seguidora nova, to amando a historia.
    Se puder divulga e segue meu blog por favor?
    http://jemi-historias.blogspot.com.br/
    bjss

    ResponderExcluir
  5. PERFEITO
    Posta Logo
    I Need Jemi!!!!!
    Posta Logo

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. ai perfeito posta logo <3
    beijos Bia

    ResponderExcluir
  7. Cade vocêêêês????????

    ResponderExcluir
  8. POSTEM LOGO POR FAVOR

    ResponderExcluir